Notícias e Artigos

3 passos para a sucessão em empresas familiares

A sucessão em empresas familiares é um processo bastante complexo que envolve a continuidade do negócio. Conheça os passos mais importantes.
Marcelo Flores
08 de Dezembro, 2021

Em um mercado cada vez mais competitivo, ter uma liderança eficiente e confiável é fundamental para o sucesso de uma organização. Além dos desafios cotidianos relacionados à gestão, uma empresa familiar precisa lidar ainda com a sucessão, uma questão delicada que envolve a continuidade dos negócios e as relações com os membros da família.

A sucessão em empresas familiares, portanto, deve ser planejada e executada com o auxílio de uma consultoria, já que envolve diversos riscos tanto em termos de patrimônio quanto com relação à harmonia familiar. 

A mudança no comando entre membros da família é um processo complexo de transição que envolve a liderança na família, o exercício da propriedade e a gestão dos negócios de uma geração para a próxima.

Além disso, este tipo de empresa têm em sua base uma alta carga emocional, já que costuma ser controlada por pais, filhos, irmãos, maridos, esposas e outros membros da mesma família.

Junto a isso, muitas vezes, pode haver um conflito de gerações e de estilos de liderança dentro da organização. 

Enquanto os mais jovens costumam ter uma visão voltada à inovação e tecnologia, os membros fundadores podem ter uma visão de mundo diferente e acabar centralizando as decisões. 

Nesse cenário, se não houver um planejamento detalhado e o desenvolvimento de potenciais sucessores ao longo do tempo, a empresa pode perder espaço no mercado e até mesmo ir à falência sem a presença do fundador.

Para evitar consequências negativas na estratégia do negócio, confira o passo a passo para tornar o processo mais eficiente:

1. Faça um planejamento com antecedência

A sucessão pode ocorrer por diversos motivos, como a aposentadoria do fundador, problemas de saúde ou até mesmo seu falecimento repentino.

Por isso, o ideal é ter um planejamento sucessório bem definido e elaborado em conjunto com os administradores e advogados da empresa, que cuidarão dos aspectos legais e gerenciais da transição.

Ao começar o planejamento com antecedência, o herdeiro pode ser preparado para exercer adequadamente as funções, desenvolvendo as competências necessárias e conquistando o respeito dos colaboradores e acionistas.

2. Invista na capacitação dos profissionais

O sucessor não será formado do dia para a noite, pois essa função exige, além de qualificação profissional, um bom networking, o conhecimento do negócio, entendimento do mercado e respeito dos funcionários.

Portanto, o planejamento sucessório deve levar em consideração o tempo de desenvolvimento dos potenciais sucessores, definindo com clareza e transparência os critérios para a escolha.

Nesse período, os potenciais sucessores devem passar por um processo de capacitação e desenvolvimento das competências necessárias ao cargo, tanto técnicas quanto comportamentais.

3. Tenha uma consultoria jurídica para a sucessão em empresas familiares

O processo de sucessão envolve uma série de desafios que podem afetar a gestão do negócio e as relações entre os familiares, então é fundamental contar com uma consultoria jurídica capacitada para acompanhar o processo de transição.

A Becker Direito Empresarial oferece um atendimento que, além de todos os aspectos jurídicos, compreende uma atuação estratégica visando a perpetuidade do negócio.

Entre as soluções oferecidas para empresas familiares, estão:

  • Reestruturação e planejamento societário e sucessório (constituição de holdings no Brasil no exterior, entre outros);
  • Mediação de conflitos societários;
  • Acordos de sócios e acionistas;
  • Governança corporativa;
  • Auditorias societárias para regularização de atos e procedimentos;
  • Comitês de crise e gestão de riscos;
  • Estruturação para transformação digital (secretariamento digital, assembleias on-line);
  • Participação em conselho consultivo;
  • Acordos familiares;
  • Organograma empresarial sistêmico.

Para saber mais sobre a consultoria jurídica para sucessão em empresas familiares, entre em contato conosco.

 

Marcelo Flores
Advogado
Sócio na Área de Contratos e Societário. Tem ampla experiência na estruturação societária, operações de fusões e aquisições e contratos. Tem vasto conhecimento em todas as fases necessárias para a implantação de parques de energias renováveis e PCHs (atuação perante a ANEEL, relacionamentos com bancos na análise e organização de documentos para obtenção das garantias exigidas pelo Poder Público, assessoria nos leilões de compra e venda de energia), além de experiência na coordenação em processos de due diligence para a compra e venda de empresas e de parques de energias renováveis. Conselheiro de Startups na Federação das Indústrias do Paraná - FIEP.
Compartilhar Postagem
Artigos Relacionados
29 de Fevereiro | Notícias
por Marilia Bugalho Pioli

O Contencioso Estratégico na tomada de decisões
Confira no artigo o que é Contencioso Estratégico e entenda sua importância para a tomada de decisões....
02 de Fevereiro | Notícias
por Felipe Augusto Canto Bonfim

Contratos de Outsourcing de TI: quais os principais aspectos jurídicos da terceirização?
Entenda os principais aspectos jurídicos envolvidos em contratos de Outsourcing de TI e como a atuação de uma consultoria jurídica pode auxiliar....
26 de Janeiro | Notícias
por Fernando Henrique Zanoni

Do legal ao ético: como incorporar Compliance e Integridade em sua empresa?
Confira a importância da compliance empresarial para o sucesso dos negócios e conheça os pilares essenciais para a incorporação da conformidade....
Fale Conosco

Entre em contato pelo telefone (41) 3252-1052 ou envie sua mensagem através do formulário

Apenas arquivos PDF, DOC ou DOCX