Notícias e Artigos

4 estratégias de internacionalização de empresas

Confira 4 estratégias de internacionalização de empresas e as principais vantagens de investir em cada uma.
Marcelo Flores
16 de Maio, 2022

Quando uma companhia atinge seu ponto máximo de crescimento de acordo com o planejamento estratégico, a tendência é buscar outras opções para gerar lucratividade. Nesse cenário, a internacionalização de empresas é uma estratégia adotada com o objetivo de atingir novos mercados e clientes.

A internacionalização de empresas é o processo pelo qual a organização entra em um mercado estrangeiro. No entanto, para que seja bem-sucedido, é fundamental realizar uma análise profunda da companhia, seu modelo atual, planos para o futuro e, a partir disso, criar uma estratégia adequada.

As principais estratégias para a internacionalização de empresas são:

1. Exportação

A exportação é a forma mais popular de se inserir em mercados estrangeiros, pois requer menor valor de capital e tem baixo nível de risco.

Outra vantagem é que grande parte dos empreendimentos consegue se ajustar com facilidade aos mercados e à concorrência no exterior, mas pode ser necessário contratar um agente se a empresa não estiver diretamente envolvida com exportações.

Geralmente, os clientes são empresas de importação e distribuição, que têm a função de revender o produto para estabelecimentos que irão comercializá-lo ao consumidor final, mas também é possível fazer negócios com ouros tipos de parceiros.

2. Franchising

Neste modelo, a empresa cede sua marca e diretrizes administrativas para uma outra empresa franqueada em troca de um determinado valor inicial e um pagamento mensal de royalties.

Uma vez possuindo a marca comercial, a organização tem permissão para vender produtos e serviços, além de utilizar o formato e o sistema de negócios da franquia.

Essa estratégia ajuda a consolidar a marca em outros países e traz diversos benefícios para ambos os empreendedores, mas é preciso garantir que o processo de transferência da cultura organizacional seja desenvolvido de uma forma sólida.

3. Joint Venture

A joint venture é a estratégia de internacionalização de empresas em que duas companhias realizam uma parceria para desenvolver um projeto em conjunto por tempo determinado.

Em geral, envolve a criação de uma nova pessoa jurídica e é muito comum em grandes corporações que combinam suas tecnologias e know-how para criar uma solução nova.

Entre as principais vantagens está a contribuição do parceiro estrangeiro com imagem de marca, recursos, contatos locais e conhecimento sobre o mercado interno, por exemplo, economizando o tempo com adequação e adaptação ao novo contexto.

4. Investimento direto

Este modelo pode ser feito por meio da aquisição total ou parcial de uma entidade comercial já existente em um mercado estrangeiro ou a criação de uma nova empresa para realizar atividades comerciais no exterior.

Em geral, esta modalidade é bastante complexa e exige um investimento que estabelece o controle substancial ou efetivo sobre a tomada de decisão de um negócio estrangeiro.

Esse investimento pode ser a aquisição de uma fábrica ou unidade comercial já existente no país de destino, por exemplo, ou a criação de uma filial da empresa.

Por isso, a vantagem dessa estratégia é a autonomia da companhia e possibilidades ilimitadas de crescimento, já que não depende de outras organizações.

Qual a importância de uma assessoria jurídica para a internacionalização de empresas?

A internacionalização de empresas pode envolver contratos internacionais, laudos arbitrais, investimento estrangeiro e outras situações que podem ser resolvidas por uma assessoria jurídica internacional eficiente.

O escritório de advocacia Becker integra uma aliança por meio da qual possibilitamos o atendimento dos clientes em qualquer parte do Brasil e do mundo.

Por meio do Becker International Desk, apoiamos processos de expansão internacional, processos de M&A, demandas estratégicas, atração de investimentos, instalação de novos negócios no Brasil, entre outros.

Para saber mais sobre assessoria jurídica na internacionalização de empresas, entre em contato conosco e conheça nossas soluções.

 

Marcelo Flores
Advogado
Sócio na Área de Contratos e Societário. Tem ampla experiência na estruturação societária, operações de fusões e aquisições e contratos. Tem vasto conhecimento em todas as fases necessárias para a implantação de parques de energias renováveis e PCHs (atuação perante a ANEEL, relacionamentos com bancos na análise e organização de documentos para obtenção das garantias exigidas pelo Poder Público, assessoria nos leilões de compra e venda de energia), além de experiência na coordenação em processos de due diligence para a compra e venda de empresas e de parques de energias renováveis. Conselheiro de Startups na Federação das Indústrias do Paraná - FIEP.
Compartilhar Postagem
Artigos Relacionados
02 de Fevereiro | Notícias
por Felipe Augusto Canto Bonfim

Contratos de Outsourcing de TI: quais os principais aspectos jurídicos da terceirização?
Entenda os principais aspectos jurídicos envolvidos em contratos de Outsourcing de TI e como a atuação de uma consultoria jurídica pode auxiliar....
26 de Janeiro | Notícias
por Fernando Henrique Zanoni

Do legal ao ético: como incorporar Compliance e Integridade em sua empresa?
Confira a importância da compliance empresarial para o sucesso dos negócios e conheça os pilares essenciais para a incorporação da conformidade....
19 de Janeiro | Notícias
por Lucia da Rocha Lusa

Contratos de Vesting e sua importância nas startups
Confira a importância de contar com assessoria jurídica para contratos de startup e saiba mais sobre a relevância dos contratos de Vesting....
Fale Conosco

Entre em contato pelo telefone (41) 3252-1052 ou envie sua mensagem através do formulário

Apenas arquivos PDF, DOC ou DOCX