Notícias e Artigos

Companhia paranaense compra eólicas no RN

por Becker Direito Empresarial
21 de Novembro, 2014

O Conselho de Administração da Companhia Paranaense de Energia (Copel) aprovou ontem a aquisição de 100% dos projetos do Complexo Eólico Santos, pertencentes à Rodrigo Pedroso Energia (RPE Energia), localizados no Rio Grande do Norte. O estado é um dos maiores polos de geração de energia eólica no Brasil. O valor do negócio não foi informado.

O Complexo Eólico Santos é composto por 6 parques eólicos, cuja energia está prevista para ser comercializada no 20º Leilão de Energia Nova (A-5) agendado para o dia 28 de novembro. A capacidade instalada dos 6 parques é de 134,4 MW.

“Os projetos estão localizados na mesma região geográfica dos Complexos Eólicos pertencentes à Copel e que estão em fase de construção, o que proporcionará ganhos de sinergia na estrutura administrativa e de operação e manutenção”, informa a empresa.

Com a aquisição, a Copel passa a ter 545,4 MW em potencial de capacidade instalada em projetos eólicos, além de 526,1 MW de capacidade instalada em construção. A operação ocorre em meio a um cenário aquecido para fusões e aquisições no setor.

Um estudo recente da KPMG mostra que só este ano foram contabilizadas 27 operações de fusões e aquisições no setor de energia do Brasil, no primeiro semestre. No ano passado foram oito.

Uma das operações mais recentes foi oficializada em outubro, quando a CPFL Renováveis anunciou a incorporação da Dobrevê Energia S.A. (Desa), assumindo o controle de usinas eólicas da ex-concorrente no Rio Grande do Norte, de pequenas centrais hidrelétricas em Santa Catarina, Mato Grosso, Paraná e Minas Gerais, além de empreendimentos em fase de construção. Sete parques eólicos em operação e 1 parque eólico em construção foram incorporados na associação. Todos no Rio Grande do Norte. Os empreendimentos ficam 100% no controle da CPFL Renováveis.

Crescimento

A produção de energia eólica no Brasil cresceu 93,6% em setembro deste ano, em relação ao mesmo período de 2013. O número consta do Boletim da Operação das Usinas, divulgado no dia 10 pela Câmara de Comercialização de Energia (CCEE). No acumulado do ano (jan-set/14) em comparação com o mesmo período de 2013, o destaque também ficou por conta da geração eólica, com alta de 72,5% na produção, atingindo 1.844 MW. Entre os estados que mais se destacam com investimentos no setor estão o RN, a Bahia, o Rio Grande do Sul e o Ceará. Considerando todas as fontes de energia, a capacidade instalada em usinas de geração de energia elétrica no Brasil teve acréscimo de 460 MW (0,36%) em setembro, na comparação com agosto de 2014. No acumulado do ano, a expansão é de 3,98%.

Fonte: Tribuna do Norte​

Compartilhar Postagem

Artigos Relacionados

25 de Novembro | Notícias
por Juliana Mailene Belz Moroz Ariello

5 dicas para sua empresa vender bem na Black Friday

5 dicas para sua empresa vender bem na Black Friday...
17 de Novembro | Notícias
por Rafael Reis

Política de privacidade: o que é e como elaborar?

Entenda o que é política de privacidade e como elaborar esse documento atendendo aos requisitos da LGPD e do Marco Civil da Internet....
28 de Outubro | Notícias
por Marcelo Flores

Expansão de empresas: o que levar em consideração antes de investir?

Saiba o que levar em consideração antes de investir em um plano de expansão de empresas, aumentando as chances de sucesso....

Fale Conosco

Entre em contato pelo telefone (41) 3252.1052 ou envie sua mensagem pelo formulário ao lado.

Apenas arquivos PDF, DOC ou DOCX