POSITIVO INFORMÁTICA INVESTE EM LOJA PRÓPRIA NO CENTRO DE CURITIBA COM PRODUTOS MAIS BARATOS

Fabricante de computadores e celulares busca aproximação com consumidores ao mesmo tempo em que trabalha para reduzir estoques

Em tempos de crise econômica e retração no mercado nacional de computadores, a paranaense Positivo Informática tem batalhado em novas frentes para conseguir se aproximar dos consumidores. A empresa abriu ano passado sua primeira loja física própria, no Centro de Curitiba, e planeja dobrar no ano que vem o número de quiosques da marca de celulares Quantum – hoje, são oito unidades espalhadas em sete grandes cidades, como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e na capital paranaense.

A loja no Centro de Curitiba está localizada na Avenida Marechal Floriano Peixoto, na esquina com a Rua XV de Novembro, em um espaço antes ocupado pela operadora Oi. Na unidade, batizada de “Direto da Fábrica”, são vendidos produtos com até 40% de desconto, remanufaturados ou de ponta de estoque – equipamentos em perfeitas condições de uso, mas que foram fabricados em lotes menores insuficientes pras grandes redes de varejo ou que foram devolvidos sem serem utilizados.

Ao não expor produtos de linha, a empresa evita competir com as redes varejistas – que ainda são o principal canal de distribuição da marca – ao mesmo tempo em que tenta se aproximar dos consumidores, por meio de um atendimento diferenciado com funcionários da própria Positivo. Além disso, a loja permite a exposição de um maior portfólio de produtos, sem a preocupação de disputar espaço com outras fabricantes.

“Conseguimos assim dar mais atenção e suporte ao cliente. Isso nos ajuda muito em Curitiba porque no fundo nós somos daqui, nossa sede e aqui e muita gente tem um carinho especial pela marca. Há o fator marketing também. Em que outro lugar podemos colocar toda nossa linha de produtos?”, explica o vice-presidente de Mobilidade da Positivo Informática, Norberto Maraschin Filho.

A loja, que também comercializa os celulares da marca Quantum, é um ponto estratégico de distribuição em um momento em que a companhia paranaense tem redobrado os esforços para reduzir seus estoques e cortar gastos. No balanço do terceiro trimestre divulgado no início do mês, a Positivo reforçou que a redução do excesso de estoques e a migração da produção para Manaussão hoje os projetos principais para incentivar a geração de caixa.

Tanto que a companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com R$ 66 milhões de estoques em excesso, uma redução de 73,8% em relação ao mesmo período de 2015. Desde o início do ano, a Positivo vendeu 1,8 milhão de celulares, 122,1 mil tablets e 795,4 mil computadores – enquanto o número de telefones comercializados cresceu 111% em relação a 2015, o de computadores diminuiu 20%.

No terceiro trimestre, 65,8% da receita da empresa com dispositivos veio de vendas no varejo, enquanto o setor público (governos) respondeu por 15,8% e o mercado corporativo, por 15,8%.

Quantum

A abertura da loja “Direto da Fábrica” no Centro de Curitiba ocorreu em novembro do ano passado, pouco depois do lançamento dos quiosques de celulares da marca Quantum. As microlojas da Quantum surgiram em setembro de 2015 junto do lançamento da nova marca e, inicialmente, serviam apenas como pontos de “degustação”, onde os consumidores podiam conhecer os celulares.

A partir de julho deste ano, os quiosques também passaram a vender os celulares, que têm conquistado uma boa aceitação entre o público e a mídia especializada – a Positivo não divulga o número de unidades vendidas por modelo, mas reconhece que a Quantum foi essencial para o avanço da empresa no mercado de celulares.

Enquanto a empresa não cogita abrir uma nova unidade “Direto da Fábrica”, a intenção agora é espalhar mais quiosques, aproveitando a popularidade da nova marca, que funciona como uma unidade de negócios independente da Positivo. “O modelo dos quiosques da Quantum está sendo muito importante e teremos expansão das lojas. O gerente dos quiosques responde diretamente aos fundadores da Quantum, que conseguem ter um feedback direto do que os consumidores estão buscando e querendo”, afirma Maraschin. Hoje, os dois quiosques da marca em Curitiba estão localizados no Shopping Mueller e no ParkShopping Barigui.

Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/economia/positivo-informatica-investe-em-loja-propria-no-centro-de-curitiba-com-produtos-mais-baratos-577565e7aoz1t660tx6u6zzkd